Variedades

Os médicos e enfermeiras se odeiam?

A relação entre os profissionais está repleta de questões de renda, educação e gênero, segundo o site americano Salon. É uma divisão baseada em médicos – homens, ricos, educação nível profissional – e enfermeiras – mulheres, classe trabalhadora, educação nível técnico. Este estereótipo é algo que você provavelmente esperaria ver em um drama médico antigo da TV, mas os críticos afirmam que ainda está presente em séries contemporâneas como Grey’s Anatomy.
O respeito mútuo melhora o trabalho em equipe e o cuidado dos pacientes. Se ambos (médicos e enfermeiras) querem fazer o melhor para seus pacientes, por que existe muito conflito entre eles? E como podemos melhorar?

1 thought on “Os médicos e enfermeiras se odeiam?

  1. O conflito está presente na série, sim, mas não acho que há o estereótipo. No seriado tem 7492835 médicas hardcore e bem sucedidas e enfermeiros homens também.
    Quanto aos motivos do conflito existente, conheço uma enfermeira que diz que as enfermeiras estudam quase tanto quanto médicos (4 anos de faculdade, enquanto medicina é 6) e muitas vezes são elas que fazem tudo no hospital funcionar, mas ainda sim a diferença de salário entre médicos e enfermeiras é gigante e o trabalho da enfermeira não é tão reconhecido, enquanto médicos são tratados como deuses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *