14/02/2015

Narração: 11x11 - All I Could Do Is Cry

BY Joice IN , No comments

Tristeeeeee ='(






"Tem algo que dizemos quando alguém morre. Nós dizemos para a família do paciente. Nós dizemos: 'Sinto muito por sua perda.' É uma pequena frase e um vazio. Isso não é nem o começo do que realmente esta acontecendo com eles. A frase nos permite ter empatia sem realmente sentir a devastação alheia. Nos protege de sentir a dor, a escuridão, a busca, a dor implacável, que pode nos comer vivos. E todos os dias, agradeço a Deus por isso................Nós não podemos chegar muito perto. Se nos sentíssemos, mesmo que um pouco do amor , a alegria, a esperança, que nossos pacientes estão dizendo adeus naquele momento,  nunca seria capazes de trabalhar. Então, dizemos, 'Sentimos muito por sua perda "e esperamos que isso ofereça algo. Algum apoio, um pouco de paz, um pouco de encerramento, algo bom,  um pequeno pedaço de beleza no meio de algum lugar escuro. Um presente inesperado exatamente quando ele é mais necessário ".

“There’s a thing we say when someone dies. We say it to the patient’s family. We say, ‘I’m sorry for your loss.’ It’s a pat little phrase and an empty one. It doesn’t begin to cover what’s actually happen to them. It lets us empathize without actually feeling their devastation ourselves. It protects us from feeling that pain. That dark, seeking, relentless pain. The kind that can eat you alive. And every day, I thank God for that. —- We can’t get too close. If we felt even a little of the love and the joy and the hopes that our patients are saying goodbye to, we’d never be able to function. So we say, ‘we’re sorry for your loss’ and we hope it offers something. Some little bit of support, some bit of peace, some bit of closure, something good, some little piece of beauty in the midst of some place dark. An unexpected gift just when it’s needed most.” 

0 comentários:

Postar um comentário