25/09/2013

Entrevista com Jessica Capshaw

BY Belle Hoffmann IN , , , , 11 comments

Na última temporada, os fãs de Calzona ficaram inconsoláveis ​​ao verem o casal de lésbicas de Grey's Anatomy passar por crescentes dores que, no fim, terminaram na infidelidade de Arizona. Quando a série retornar para sua décima temporada amanhã à noite, os médicos do Grey Sloan Memorial Hospital estarão lidando com os mesmos problemas que eles estavam quando os vimos pela última vez, o que significa que Callie (Sara Ramirez) ainda está se recuperando de ser traída, e Arizona (Jessica Capshaw) está desesperada para colocar recuperar seu relacionamento.

O  AfterEllen conversou com Jessica Capshaw sobre o que mais esperar de Arizona este ano. E o fato dela amar que Calzona seja tratado como qualquer outro casal em Grey's

Jessica, essa semana, na festa de arrecadação ‘Susan’s Magic Makers’, Santa Monica, CA.

AfterEllen.com: Qual é a sua reação antecipada de fã sobre onde Callie e Arizona estão quando a série retornar?
Jessica Capshaw: Continuamos tipo de onde paramos. A merda vai bater no ventilador!

AE: Então não há nenhuma resolução de onde paramos e para onde iremos  com vocês?
JC: Não, não há definitivamente nenhuma resolução. Eu acho que é realmente sobre as conseqüências de uma decepção incrivelmente profunda e uma traição e o que vem a seguir. Porque nós começamos como ainda estavamos no momento do choque. Eu acho que esses personagens meio que não conseguem acreditar no que aconteceu. E então, obviamente, isso vai continuar por um pouco. É tão horrível.

AE: Hilarie Burton não está nesta temporada, então ela não tem que lidar com as conseqüências. É, literalmente, tudo para Arizona.
JC: É tudo para Arizona. Eu estava dizendo antes de começarmos a filmar esta temporada em meados de julho e ainda era verão e todo mundo estava tendo essas férias maravilhosas e tempo fora e todo mundo estava tão feliz, e eu sou uma mulher  tão feliz e eu estou casada com o meu marido por 10 anos e eu tenho estas belas crianças, de um modo geral, eu vivo uma vida incrível e estou muito feliz. E então eu vou trabalhar e estou nas cenas vivendo esta constantemente mulher abatida, sofrida,  que fez tudo isso - mas justamente por isso, eu não poderia mesmo encenar que eu não tinha feito nada de errado, porque eu sabia que o que o meu personagem fez foi horrível! Foi mais ou menos como se eu fosse um cachorro faminto caminhando por meses.

AE: Mas isso é divertido para você como atriz para ir de ser alguém feliz na vida para interpretar alguém que é mais conflituosa?
JC: Sim, claro que é, claro que é. É cem por cento, pois como atores temos incentivos para estar fora de nós mesmos e trazer experiências que tivemos na vida, em diferentes espectros, e trazê-los para o trabalho em um ambiente imaginado e circunstâncias. Por isso, está sendo maravilhoso. Mas isso foi um pouco desmoralizador. Você deixar de ser tipo  "La la la la la (feliz sempre)"- oh certo, eu sou Arizona agora.

AE: Como é no set entre as tomadas com Sara? Você sente como se você pode ligar e desligar? Você é capaz de ser boa para ela? [Risos]
JC: Ah, sim, claro! Arizona definitivamente está tentando de tudo para ser agradável. Mas é engraçado porque eu acho que quando estamos filmando as cenas felizes com qualquer um dos nossos personagens há um pouco mais de brincadeiras entre as tomadas e falamos, compartilhamos histórias, compartilhamos isso, compartilhamos aquilo e há um monte de risadas, nós definitivamente rimos muito. Quando nós temos uma cena, novamente com qualquer um dos personagens, que são sérias, tristes ou provocantes ou qualquer outra coisa, isso faz, eu acho que todo mundo, tem uma redução de marcha em um momento de sentimento, temos que ser, você não pode ir de um oposto ao outro, o que nós definitivamente não estávamos acostumados. Porque definitivamente, temos todo o tipo de piada ao redor e não poder brincar com isso o tempo todo, é realmente uma mudança.

AE: Uma coisa que eu realmente aprecio sobre [a criadora da série] Shonda Rhimes é que o relacionamento homossexual é tratado do mesmo jeito que qualquer outro relacionamento no show. É como as relações heteros no show onde há altos, há baixos, há coisas ruins que eles fazem uns aos outros e há coisas impressionantes também. Isso é algo que você aprecia sobre a sua escrita?
JC : Sim, eu realmente aprecio. Eu acho que é isso que é tão maravilhoso sobre Shondaland - nada é pontuado: "Essa pessoa é negra, essa branca, essa pessoa é gay, a outra hetero". As pessoas simplesmente são pessoas. Eles nunca explicam-se através da lente do estereótipo ou estereótipos que lhes são colocados. E eu acho que é o lugar onde todos devem - eu acho - que é onde todos devem estar com a cabeça. Nós não precisamos falar sobre isso porque simplesmente é. E eu acho que é interessante, porque eu sei que esse casal tem realmente um significado para a comunidade LGBT e ter essa relação tem sido muito importante.
Lembro-me que fiquei chocada que alguém no início me disse que, eu acho que há cinco anos atrás, eu estava interpretando o único personagem abertamente gay no horário nobre da televisão, de uma série regular. E eu não podia acreditar nisso. Agora não é dessa forma e eu meio que, eu acho que, mais uma vez, o desenvolvimento do que foi apenas ser e não se importar com o que as pessoas dizem ou pensam, ou fazer é contar a história. Então, eu realmente pensei que era realmente emocionante quando Shonda veio até nós com a infidelidade, porque isso é o que acontece na vida. Este casal não foi criado como sendo preciosos ou não- susceptível de interrupção ou impermeável à vida como ela existe e os desafios que os casais passam e eu pensei que era muito legal. E assim, encenando tudo isso tem sido muito interessante e ainda assim eu entendo, eu entendo. Eles não estão apenas tendo esta questão para depois ir ser diferente do que eles são. Eles estão tendo este problema e eles vão ter que lidar com isso dentro de seu relacionamento

AE: E é isso que faz a TV boa também. Se você sempre foi tão perfeito e feliz e apaixonado, isso seria tão chato.
JC: Eu sei, para as pessoas no Twitter que estavam tão chateados, eu meio que acabei inclinando-me para ele e torná-lo a grande piada que era: "Ouça, você está assistindo a TV pelo o drama e a emoção, você não está assistindo para estar entediado e ter uma experiência monótona. Você está procurando o drama e procurando as emoções. Se mantenha com isso!"

AE: O que mais está acontecendo com Arizona fora de seu relacionamento com Callie? Ela ainda está lidando com o PTSD e as consequências da amputação?
JC: Eu acho que é para onde isso está indo. Eu acho que esta temporada é sobre a compreensão de si mesma separada de seu relacionamento e descobrir  como chegar a uma versão pura de si mesma, isso não é sobre ser definida como a pessoa que sobreviveu ao acidente de avião ou o acidente de carro ou a viagem à África. É agora "Quem é ela e quem ela quer ser?" E o que essa personagem que as pessoas encontraram pela primeira vez cinco temporadas atrás faz, se ela pode, ela não pode voltar para isso, mas ela pode ser uma  nova e melhorada versão dela? Eu estou esperando que ela va voltar a um pouco de sua alegria.

AE: Eu ia perguntar: Você vai ter alguns momentos alegres nesta temporada?
JC: Sim, ela terá um momento com Karev, onde é tipo, "Olha, as pessoas vivem por isso todos os dias. Você tem que parar de se torturar. Isso não é divertido. "

AE: Grey's é tão amplamente assistida, tenho certeza que você tem os fãs da série se aproximando de você, mas você tem fãs que reconhecê-la especificamente de The L Word, afinal?
JC: Não, eu acho que ouvi no Twitter, eu vejo isso, às vezes, sabe? Eu me sinto como se houvesse um grande número de seguidores de The L Word. Mas eu quero dizer que eu interpretei - escuta, quando eu fiz isso, ninguém falava sobre isso e se eles estavam dizendo alguma coisa, honestamente, eu lembro de ser algo negativo (rs) Meu personagem veio e eu era a pessoa que estava entre o casal principal. Então, as pessoas não gostaram, essa é a minha lembrança.


Você sabe o que é realmente engraçado é que meu filho está na escola e um de seus melhores amigos tinha duas mães. E assim, a sua vida tem sido apenas, isso é completamente parte de seu mundo e de sua comunidade. E agora, no jardim de infância eles têm essa coisa que eles levam os livros na sexta-feira e ele pegou um livro e estávamos sentados lendo. Ele leu com meu marido algumas vezes e ele estava lendo comigo pela primeira vez e foi mais ou menos Eleanor Roosevelt e Amelia Earhart e como elas eram amigas e esta história legal sobre elas juntas. Em uma das páginas, ele tinha uma foto delas juntas, com os rostos juntos. E ele disse: "Eu não me lembro o que acontece, espere, elas estão casadas?" E era o mais puro, mais doce momento, que era o que o tornou tão incrível. Porque em seu mundo isso era tão simples como qualquer coisa. Ele nunca vai, ele nunca tem um momento em que ele pensa se isso está fora da norma ou não, o que as outras pessoas fazem ou o qualquer coisa. E eu pensei: "Puxa, isso diz muito sobre o quão longe chegamos no mundo." Eu não tenho certeza de que isso está em todo lugar, e em algum momento ele vai estar, mas agora, aqui, aquilo estava acontecendo. E eu só pensava: "Isso é ótimo." Eu queria dizer que sim! Mas eu não poderia ser desonesta. Ele não pode ser o garoto que quando ele fica mais velho que pensa Amelia Earhart foi casada com Eleanor Roosevelt.

Fonte: AfterEllen

11 comentários:

  1. JCap, casa comigo?


    #StrongCalzona4Ever!!!

    ResponderExcluir
  2. Penso muito na Jessica como cidadã, como uma pessoa preocupada com as coisas que estão acontecendo a sua volta. Não considero ela uma atriz de ponta, mas tem carisma, passa a sensação de ser amigona, os colegas de show já comentaram isso, e o fato de gostar tanto do personagem que interpreta e fazer de forma intensa passa credibilidade as cenas com todo o drama e emoção que ela tanto fala. Viva Jessica! Viva Arizona! Viva Grey's, vá até onde for!

    ResponderExcluir
  3. Jessica parece ser um ser humano fantástico.Ela se preocupa realmente com o que acontece com as pessoas ao seu redor e com o mundo onde ela vive.É só acompanha-la em seu twitter.

    ResponderExcluir
  4. Vejo envolvimento, comprometimento e entrega por completo da Jcap ao seu personagem Arizona, E o resultado não poderia ser outro, essa repercussão traduzida em sucesso. Esse papel caiu como luva nela. Jcap como sempre maravilhosa em suas entrevistas!

    ResponderExcluir
  5. gente eu amo essa mulher linda, diva, maravilhosa, em tlw ela era a aluna gostosona que tentou tanto a Bete que acabou n resistindo

    ResponderExcluir
  6. Aline Qsif Torres Robbins26/09/2013 07:03

    Gente, por mais magoa que tenho da Ari a JCamp derruba td kkkkkkkkkkkk, ela é incrivel, muito meiga, inteligentíssima, feliz (coisa q Ari tbm era kkk), ahhh, ela é td de bom, NA VIDA REAL AMOOOO " ARIZONA ROBBINS " kkkkkkk

    ResponderExcluir
  7. Cabelo curto como quando entrou para a série o que eu acho que lhe fica melhor de certo modo um aspecto mais novo. Jessica realmente parece ser um se humano fantástico, e uma maravilhosa mãe,como atriz para mim era magnifica mas ficou mais ainda quando conseguiu dar Arizona tanta emoção de tristeza porque foi a personagem radicalmente.

    ResponderExcluir
  8. Ela bem que têm razão quando fala que as pessoas criticaram demasiado sua personagem o que muitas criticaram a própria Jessica,porque é uma verdade se Grey nos prende tanto é pelo seu drama...e achei ridículo no principio ler comentários que isso só acontecia porque elas eram um casal de lésbicas,o que não cordo nado pelo facto que todos os personagens passaram por dramas em suas relações,e como ela falou são ser humanos erram e Arizona errou feio, acho que de todos por está temporada quem mais merecia um premio era a Jessica que se entregou tanto ao seu papel foi uma personagem repleta de emoções é isso que da vida á serie,por mim ela ganhava melhor premido como atriz de drama u.u

    ResponderExcluir
  9. Juliana Correia03/10/2013 17:28

    Gente, eu amo essa mulher! Ela é tão fofa, simpática. Como é possivel que tenha gente tão sem noção e que a xingue no twiter? É verdade que Gre'ys já era um sucesso antes da Jessica; mas ficou 10x melhor depois que ela entrou no elenco! Ela é tão boa que nem consigo imaginar a Arizona sendo interpretada por outra atriz. Ela é demais!!!!!! Arizona Robbins sempre será o meu xodo!!!!!!!

    ResponderExcluir
  10. Naty Alcântara07/10/2013 09:27

    Concordo com vc Maria, ela tem aquela coisa que faz querer saber o que vem pela frente, e qdo vem, ela não decepciona ... Viva vc =) , Viva essa linda da Jessica =)

    ResponderExcluir
  11. Naty Alcântara07/10/2013 09:34

    Juliana, tu falou tdo.. Grey's sempre foi mto bom .. Mas Arizona deu ainda mais vida, e drama ao show, ela é incrível... Yay!!!!!!!!!!!! xD adooooro

    ResponderExcluir