11/02/2013

9x14 - The Face of Change - Review

BY nathycalassa IN , 12 comments


Garotos propaganda.



O bom andamento da temporada de Grey’s Anatomy já não é uma surpresa, mas esse episódio é, talvez, um dos mais interessantes até aqui. Com uma pequena mudança na narrativa, que fica por conta de Karev, o roteiro nos leva para um desfecho esperado, mas que nem por isso deixa a desejar. Esse é mais um exemplo de texto bem balanceado, sem tanto foco em drama, propriamente dito, mas com bastante tensão e o tradicional humor da série, que acabou sendo dividido por muitos personagens, em diversos momentos.
A batalha de egos estabelecida entre Karev e Avery acabou rendendo inesperadamente. Os dois andam às voltas em histórias menores, com as internas, e foi bom ver que eles podem ir além. Tudo que os envolveu foi bastante engraçado, ainda mais com duas defensoras de caráter como Jo e Stephanie. De modo geral, o quarteto se saiu muito bem e é,claro, foi bom ver que Karev está mesmo interessado em Jo, mesmo que tenha sido Meredith a lhe chamar a atenção para esse fato. A verdade é que eles combinam e estava na hora de algo acontecer nesse sentido. A cena inicial e a cena final, dos urros e donuts, são prova disso. Um romance leve e divertido, sem tantos problemas existenciais. É isso que Karev merece depois de tanta coisa já ter dado errado para ele.
Ainda falando dos amores, não acho que Stephanie combine com Avery.  Não vejo a química entre eles, algo que existe com Kepner. Ela, aliás, é outra personagem subindo no conceito. Percebe-se que a eliminação sumária de alguns foi positiva para outros. Kepner e Avery sendo os maiores exemplos disso. Muito bacana o lance dela com o paramédico, mas principalmente pelo desafio proposto. O salvamento daquele menino foi uma das melhores coisas do episódio, mostrando que quando é preciso, a equipe do Seattle Grace se une e age em nome do bem maior. Até Derek participou da armação que deixou Owen e Cahill de cabelos em pé.
O caso com os transexuais se encaixou bem com o episódio e mostrou o quanto é difícil encarar mudanças drásticas. Em contrapartida, havia a mudança nas políticas hospitalares que viriam com a venda do Seattle Grace e acho que é bem legal notar o que esse paralelo propõe. Como se a mudança de imagem tivesse significados opostos, sendo absolutamente negativa no caso do hospital.
Valeu a pena acompanhar foi a aventura de Callie e Richard (ou devemos chamá-los de Sr. E Srª Plantain?) em um dos hospitais administrados pela Pegasus. Os dois atores estavam em performances hilárias e se saíram muito bem juntos, além do fato de que essa brincadeira de detetive acabou trazendo a ideia da compra do hospital. Eu estava mesmo certa no palpite, embora ele fosse bem (bem) óbvio. Acho que todos vão topar o desafio e teremos, então, muitas novas nuances e desdobramentos. Promete ser bem bacana de acompanhar, se o ritmo da série se mantiver como está. A única coisa que não é bem vinda nesse momento é outra tragédia épica. Sinto que essa é a hora de relaxar e desenvolver um pouco a trama, sem acrescentar absurdo no meio.
P.S*Bati palmas quando Meredith apaga o arquivo do paciente de trauma.
P.S* Também mostraram a importância de um equipe de enfermeiros. Eles não são o foco da série, mas o recado foi dado.

Escrito por: Camila Barbieri | Fonte: Séries em Série

12 comentários:

  1. Gostei muito da review, falou tudo ki eu estava pensando.

    ResponderExcluir
  2. Otima review e o episodio foi mesmo bem interessante. Mas pra onde foi Bailey do meio pro final do episódio??

    ResponderExcluir
  3. Ótimo episodio, amei a Meredith apagando o historico do pac iente...era bem obvio que isso seria de ajuda, mas emsmo assim foi engraçado e ver a uniao de todos os medicos ate mesmo os internos foi bem legal...Os originais e ate me,smo Avery e April estao passando realmente o legado deles pra frente.,..ate me lembrei quando todos se juntaram pra roubar o coração pro Danny...

    ResponderExcluir
  4. gostei muito da review e achei muito engraçado quando a interna bateu a cara na porta kkk

    ResponderExcluir
  5. João essa.cena foi hilária! Essa nova interna é muito engraçada!

    ResponderExcluir
  6. Realmente um episódio melhor que outro nesta temporada. Gostei de ver a união e o comprometimento de todos pra salvar a vida do paciente...
    E acho impressionante como Sara Ramirez dá um show de interpretação ao lado de qualquer personagem que contracena! Adoro a interação Callie/Bailey e essa com Weber ficou ótima também! Ela manda muito bem, seja no drama e na comédia...

    ResponderExcluir
  7. Bom comentário...!!! Estava pensando nessa vendo do hospital, será que juntando as indenizações dos médicos do acidente, não teria como eles comprarem o hospital, oow.!!tipow uma grande sociedade entre eles...hehehe

    ResponderExcluir
  8. Eu quero mesmo que eles comprem o hospital para que a caia da Bailey caia, antipática como está sendo dando tiradinhas nas vítimas do avião como se eles fossem os culpados. Bayley tá muito vadia e sem graça essa temporada.

    ResponderExcluir
  9. Também acho, desde quando ela começou a implicar com a Mer na temporada passada, ela ficou MUITO chata

    ResponderExcluir
  10. Pedro Morais14/02/2013 18:14

    Sem querer ser o chato da história, mas já sendo, eu não gosto das reviews desse site (Séries em Série). Eu acho que a autora do texto, Camila Barbieri, sempre tenta emendar um assunto em outro com termos de relatórios, e muitos dos termos não se encaixa bem. A mensagem é sempre passada, mas de uma forma muito crua. Sinceramente eu não gosto de ler as reviews publicadas aqui no WLGA. Acho que o site poderia ter sua própria review (e voltar com algumas colunas, como a de audiência, e se atualizar mais). #minhaopinião

    ResponderExcluir
  11. Concordo com isso da review.
    Mas em relação aqui ao site, talvez quem cuida aqui de tudo nem sempre tenha tempo para tanta coisa. É compreensível!

    ResponderExcluir
  12. Pedro Morais15/02/2013 13:22

    É verdade.

    ResponderExcluir