23/04/2012

8x20 - The Girl With No Name - Review

BY nathycalassa IN , 15 comments



Saindo da zona de conforto.



Cá estou, mais uma vez, preparada para lançar mão dos meus já tradicionais elogios à temporada de Grey’s Anatomy. A série merece. Fez um episódio muito bonito, tratando de um tema polêmico, inspirado em noticiários que mais parecem história de terror, mostrando toda a força de Meredith Grey, além de mostrar os primeiros passos em direção às novidades que vão abalar a carreira dos jovens médicos que conhecemos tão bem.
Para começar, devo elogiar a participação de Vanessa Marano como Holly, a menina que foi sequestrada na infância e abusada em todos os sentidos, surpreendendo a todos com sua rápida ligação com Meredith. Mais do que o drama da vítima, esse arco serviu para mostrar o comprometimento de Meredith com sua profissão e com seus pacientes, embora houvesse também outras questões envolvidas.
A narrativa pontuou muito bem o medo de mudar e, se Holly tinha medo de fugir de seu agressor e não encontrar um mundo melhor fora de seu cativeiro, o mesmo acontece com Meredith, que não quer deixar o Seattle Grace, pensando em sua família e nos impactos que isso pode em sua relação com Derek.
Em ambos os casos, fica claro que é preciso arriscar. O medo faz parte do processo. Lentamente, um passo de cada vez, é possível sair da zona de conforto e encontrar coisas novas, desafios instigantes e até mesmo, no caso de Holly, uma vida normal, diferente da rotina de estupros e espancamentos com a qual ela se acostumou.
Foi muito interessante mostrar a reação das pessoas ao caso. A compreensão de Meredith, o pânico gerado em Bailey, a indignação de Callie... Holly, depois de tudo o que passou, ainda guardava simpatia por seu agressor, característica óbvia da Síndrome de Estocolmo, que só vai se dissipar com o tempo e muita terapia.
Paralelamente, os residentes já estão em busca de novos empregos, agora que os testes finais se aproximam e é hora de realmente focar nas especialidades. Com essa proposta, o roteiro se abre para a entrada e saída de personagens, afinal, difícil seria que todos escolhessem ficar no Seattle Grace.
Cristina, é claro, recebe centenas de cestas de pães e biscoitos em forma de coração. Todos querem fisgar aquela que será um grande gênio da cardiologia, sem nem imaginar que ela, no final, vai escolher ficar perto de Owen. Essa é uma certeza imensa que tenho e esse episódio, que mostrou a situação muito mais amena entre os dois, meio que deixa a ideia ainda mais sólida. Até porque, convenhamos: Não dá para seguir a série sem Cristina Yang.
Para os demais, nada é tão confortável. Karev amarga a raridade de entrevistas, até descobrir a jogada política de Arizona, que não quer perdê-lo para outro programa de pediatria. Kepner, por outro lado, vai perdendo chances por sua imensa chatice, enquanto Avery lida mais uma vez com o peso de seu sobrenome.
Outro bom momento veio de Richard. Primeiro, porque ele foi capaz de dar força para Owen num momento em que o Chief de um hospital de destaque, precisa manter a calma e a sobriedade. Depois, porque o desenvolvimento com Adele na clínica de Alzheimer foi surpreendente.
Richard precisa compreender que sua esposa, como ele conheceu, se foi. Adele vive numa espécie de realidade paralela e a verdade é que, como marido, ele só pode esperar que ela seja feliz nesse mundinho que vai se deteriorando. Não sei, realmente, como alguém deveria reagir ao que aconteceu. Imagine o sofrimento duplo em perder a pessoa que você ama e ser trocado por outro, sem que haja uma consciência real disso?
Adele não faz ideia de que está magoando Richard, mas de certa forma, ele entende que a partir daqui, o melhor para ela não necessariamente o deixará satisfeito. Essa é uma característica muito forte para os que precisam lidar com parentes que tem essa doença. Aceitar que a pessoa que você conheceu, mesmo estando ali, não existe mais, é a pior parte.

Escrito por: Camis Barbieri
Fonte: Séries em Série

15 comentários:

  1. Natielle Castex23/04/2012 16:56

    Olha,esse caso da Holly encheu meus olhos.Chorei por muita pena dela.Gostei da ''evolução'' na tensão da Cristina e Owen,ela é demais.Simplesmente demais! Não deu as costas quando ele estava passando por um sufoco no trabalho,mesmo merecendo.Isso teria acontecido se e Yang não tivesse evoluído.Sandra merece um Emmy,Oscar e Globo de Ouro por essa atuação! Arizona e Alex foi o momento ''AI COMO ELA PODE SER TÃO FOFA???" Mas é claro,of coursemente,que ela está certa.Alex é o segundo melhor cirurgião pediátrico do SGH(depois dela é claro né) e eu não quero que ele vá,nem ele nem ninguém.Bailey foi sensacional com medo,na cena do pequeno Tucker então...Achei fofo como sempre o Mark com a Sofia e o Derek com a Zola.Teddy cada vez mais avulsa à série :( Henry,saia da terra dos morto e volte.COME BACK NOW! E senti falta de um pouco mais de interação entre os casais.Ah,e senti falta da Callie também.Mas foi genial como sempre! E a Season Finale vai nos surpreender de novo,vamos chorar muito,sinto que vai ter morte,saída do elenco ou alguém muito ferido.

    ResponderExcluir
  2. Esse episódio decepcionou-me bastante, estava à espera de algo mais forte. Achei-o morto, gostei mais das interpretações de alguns actores do que do episódio em si.

    Mas sempre deu para retirar algumas coisas:
    - gostei do raspanete que o Hunt deu à Teddy, ele agora é seu chefe e não seu amigo.
    - a Callie ainda tem problemas em falar em público (como se viu no episódio 6.15).
    - a Arizona adora mesmo o Alex, e este ficou todo orgulhoso por a Arizona o achar o melhor cirurgião pediátrico.
    - a Adele "foi-se" de vez, agora no próximo episódio o Webber deve estar triste e dormir com a mãe do Avery.
    - ADORO a April má (ela tem tanto potencial que devem de explorá-la mais).
    - no desespero da Bailey quando o Tuck desapareceu, a interpretação do Chadra foi muito boa.
    - na mesma cena, Derek a ajudá-la e o Mark completamente inútil, ficou parado a olhar e pronto.
    - podem achar que eu sou louca e parva, mas acho as cenas na creche entre Mark e Sofia, Derek e Zola uma perda de tempo. Não sei, mas não gosto. Prefiro ver o Derek em casa com a Zola do que na creche. Quanto ao Mark é uma perda de tempo o tempo inteiro, espero que na season finale alguém o mate.

    ResponderExcluir
  3. Concordo contigo em tudo. =)

    ResponderExcluir
  4. OBS: Owen continua usando aliança!!!

    ResponderExcluir
  5. E Grey's fez de nv, né?? Mais um ótimo episódio!! Mas esse ainda tem algo a mais, me fez chorar como há muito tempo não fazia...
    E aconteceram algumas coisas que eu, com certeza, preciso comentar...
    No início do episódio Derek já me aparece toodo de marido perfeito buscando a Meredith e a Cristina no aeroporto!!! *-*
    Falando em Mer e Cristina, foi muuuuuuuuuito bom vê-las trabalhando juntas de nv, msm que rápido.
    E, cá entre nós, mais uma vez Sandra Oh de destacou e o episódio foi muuito Yang! (yay!) Foi ela dando um passo em direção à conciliação com Owen, Teddy implrando pra ela fcar e as milhões de propostas que recebeu! Haha!
    Outro destaque foi Richard todo fofo com a Adele e mega apoiando o Owen. E que momento fofura foi aquele da Arizona, não querendo que o Alex vá?
    Meredith tbm mereceu destaque, foi bonitinho ela se dedicando ao máximo à sua profissão.
    Além de tudo isso, o caso do episódio, em si, foi muito bom.
    Enfim, Shonda fez mais uma vez! Nos deixando cada vez mais ansiosos para a Season Finale e pra saber quem volta ou não!

    ResponderExcluir
  6. Pamella Novaes23/04/2012 20:28

    Eu acho que você está assistindo a série pensando que é The Walking Dead. meu caro (a), Mark Sloan e peça fundamental na série pois sem ele e a "recaída heterossexual" da (minha querida e perfeita) Dra. Torres não teríamo nossa fofa da Sophia. E o Derek na creche com a Zola só nos mostra ele como pai presente em todos os momentos..
    Assista novamente o Ep., preste mais atenção para não falar bobagens como essa.

    ResponderExcluir
  7. Olhe desculpe se a ofendi, mas apenas dei a minha opinião sobre o episódio tal como muitas outras pessoas o fazem, se você não concorda então azar.
    Para sua informação eu vi o episódio 2 vezes, uma em directo e outra no dia seguinte legendado e a minha opinião é que esse episódio prometia muito e não passou disso mesmo.
    Quanto à creche, simplesmente não gosto da creche e referi que não gosto das cenas lá, eu não disse nada sobre se o Derek é ou não um pai presente, nem sequer pensei nisso enquanto escrevia.
    Em relação ao Sloan, para si uma peça fundamental da série, para mim é só mais um. Não gosto do personagem desde o primeiro dia e tenho todo o direito em não gostar assim como há muitas pessoas que não gostam da April, Avery, Derek ou até da Cristina etc.
    Não percebo porque acha que estou a "falar bobagens" se você é fã do Sloan então parabéns, não tenho nada a ver com isso. Quando alguém refere que não gosta de determinada personagem não saio comentando que elas estão a "falar bobagens" só porque eu gosto dessas personagens.
    Antes de começar a criticar alguém veja o que diz, nem toda a gente tem a mesma opinião que você e acho que esse site é livre de escrevermos as nossas opiniões sobre Grey's Anatomy, além disso eu não insultei ninguém.

    E já adoro The Walking Dead!!

    ResponderExcluir
  8. * E já agora adoro The Walking Dead!!

    ResponderExcluir
  9. Achei ótimo o episódio, os momentos finais chegando a cada episódio dessa temporada magnifica, to achando ótimo o rumo que a Cristina esta tomando, se tornando uma ótima cirurgiã e reconhecida por vários hospitais que querem ela custe o que custar, perdoando e esquecendo as magoas com Owen. A Grey o que posso dizer ? Sendo a Grey de sempre que todos amam se preocupando com os amigos e seu querido Derek e agora sua amada Zola, como ela própria disse é sempre bom ter seus amigos por perto e seria muito ruim perde eles, sair da zona de conforto realmente não é facil ainda mais para Grey e seus dramas, hehe. Torço muito que fiquem para a próxima temporada Grey, Cristina e Alex, seria muito bom fechar a que pode ser a última temporada com todos eles. Depois que assisti o episódio 20 e li algumas matérias sobre os próximos passou pela minha cabeça a possibilidade de algum personagem morrer em um acidente de avião provalmente o que ja decidiu não voltar para a 9ª temporada e até imaginei a cena na minha cabeça e foi HORRIVEL isso realmente seria terrivelmente trágico, mais vamos combinar que seria uma SEASON FINALE daquelas como foi a da Season 05.

    ResponderExcluir
  10. Sinceramente, nunca fui a maior fã da personagem título Meredith, mas nesse episódio eu realmente achei tocante a ligação dela com Holly.

    Tenho percebido que cada vez mais Shonda tenta inserir Callie e Arizona nos episódios, vide o fato de Callie ajudar Meredith com o "Método Torres" (o que eu acho louvável, mas ao mesmo tempo, como fã de Calzona, acho que poderia ter ainda mais, mas sei que isso seria complicado considerando que, querendo ou não, ainda há uma infinidade de personagens).

    E, para mim, um dos que sai é o Owen. Apesar de minha certeza ter sido abalada nesse episódio, tudo parece caminhar pra isso.

    ResponderExcluir
  11. Claro que da pra seguir a série sem a Cristina. Sobre o caso da Holly, foi maravilhoso M E S M O! E faltou muito cena de Lexie e Mark.

    ResponderExcluir
  12. Pontos altos do episódio pra mim:
    Miranda na creche..putz mãe é mãe.Atuação de Chandra foi belíssima;
    Cris dando força pro Owen..eita mulher diva!
    Peninha do Richard! :( Que doença escrota essa.Nossa!
    Momento fofura ficou com a Arizona,claro!
    Achei a estória da personagem bem interessante.Bem diferente e chocante.

    ResponderExcluir
  13. é complicado para chief esta situação pois parece que ele esta pagando o que ele fez com Adele quando namorou a mãe de Mer,coitado dele quem tem esta doença não é mais a mesma pessoa.e as pessoas que cuidam tem que ter paciência.

    ResponderExcluir
  14. Episódio que simplesmente me deixou com o coração apertado.
    Adorei a narração em si, foi completamente inspiradora e claramente a realidade que todos nós enfrentamos.
    Acho que os ep's estão muito a desejar.
    Antigamente toda quinta-feira nós tinhamos uma surpresa, um upgrade na série e esses ep's não estão muito lá essas coisas.
    Gostei da atuação de alguns atores como a Chandra com a Bailey em desespero e a atris que interpretou a Holly.
    Cenas de Mark são inúteis. E ele é tão inútil que enquanto Derek ajudava Bailey, ele ficou lá parado igual uma porta.
    Mas a chave foi a última cena onde a Mer vai fazer a entrevista e diz que está disposta a tudo, até se mudar para Boston.
    Confesso que o meu coração doeu muito nessa hora :(
    Espero que o próximo ep venha recheado com mais coisas e de um up em Grey's.

    ResponderExcluir
  15. nas reações em que a Bailey apresentava no caso da Holly, smp tinha a impressão de que ela ja tinha convivido com isso, foi próxima de uma situação dessa. até quando o turck...
    foii emocionante Chandra deu um showw!!!

    ResponderExcluir