19/01/2012

Spoiler: O que vem por ai para Teddy

BY Vitória Pinto IN , 5 comments

Primeiro, Teddy descobre que seu marido, Henry, morreu. Depois, que a morte dele foi omitida dela por horas, e, por fim, como vimos na semana passada, finalmente consegue processar sua perda e expor seu sofrimento. Mas e agora?! O que veremos hoje depois de tudo o que aconteceu com a médica?! Bom, Kim Raver conversou com o TVLine e revelou alguns insights sobre os pensamentos de Teddy e como o sentimento de traição vai cercar o Seattle Grace, e, em particular, numa direção surpreendentemente nova.



TVLINE: Quando você ficou sabendo da história da morte do Henry, você teve alguma preocupação, você estava hesitante sobre qualquer coisa? E se sim, como você lidou com isso?
Kim Raver: Eu não diria que "preocupações" é a palavra certa para descrever a situação. Fiquei animada porque eu acho que há tantas coisas as quais Teddy precisa trabalha. Você sabe que Teddy terá que passar por alguns lugares escuros e sombrios , mas o que eu acho interessante - e a Shonda Rhimes, os diretores e eu conversamos sobre - é como o seu lamento é lidado, de uma forma diferente. Teddy está começando a se tornar uma viciada no seu trabalho. Ela está vivendo em tanta dor, que na verdade, não passa pelo processo de luto, porque ela está em negação. Além disso, há uma coisa interessante que está acontecendo entre Teddy e Owen; é muito inteligente da parte de Shonda criar essa tensão com os dois, porque eles têm uma história tão longa. É com as amizades mais profundas que Teddy se sentia mais segura, e é com isso que estamos tentando trabalhar.




TVLINE: Então, se ela pega mais pesado com o Owen, tem algo a ver com eles serem amigos há muito tempo, desde o Iraque.
Kim Raver: Sim. Têm algumas coisas intensas demais vindo dai, e isso faz o drama ficar interessante. Muitas surpresas acontecerão na amizade deles devido o luto de Teddy. Eu não quero dizer muito, mas... Teddy se sente extremamente traída. Ela estava na OR, consertando o erro de outra pessoa, e as pessoas chegavam - uma pessoa, em especial - dizendo que, tudo da cirurgia do Henry, entava indo bem. Então, ter essa confiança quebrada, especialmente pela pessoal que ela confiou a sua vida toda, machuca profundamente.


TVLINE: O que você achou das cenas onde Cristina descreveu ,repetidamente para Teddy, a cirurgia do Henry? Não foi tanto para ela saber se Cristina fez tudo certo, mas sim, para ela entender que Henry estava morto?
Kim Raver: Eu acredito que foi uma combinação de coisas. Essas cenas foram muito interessantes para mim, novamente porque ela não está sofrendo com seu luto como normalmente se faz. Ela estava fazendo um equilíbrio entre cirurgiã e esposa, e esse foi o ponto alto para ela. Ter Cristina repetindo tudo, toda hora, não teve nada a ver com querer torturá-la, como foi dito pela April. O que realmente foi para ela, foi algo mais "Se eu tivesse naquela cirurgia, eu preciso ir mais meticulosamente em cada coisa que aconteceu, para saber se havia alguma coisa que eu, Teddy, poderia ter feito para tornar o resultado diferente." É quase como se ela precisasse de um "replay" em sua cabeça, para ver o que ela poderia ter feito para salvar o Henry. O lance da Teddy é consertar as coisas e torná-las melhor - por isso ela é uma cirurgiã incrível -  portanto, sua incapacidade de ter salvo a pessoa pela qual ela estava apaixonada é insuportável para ela. Por isso, para ela é incompreensível que nada pudesse ser feito.

TVLINE: Alguns leitores sentiram que Cristina poderia ter dado um abraço em Teddy durante seu colapso. Claro que isso não é nada típico da personagem de Sandra Oh, mas houve alguma discussão no set para tentar isso...?
Kim Raver: Estou tentando lembrar... Eu não sei, isso é uma pergunta para Sandra, esse é seu território.


TVLINE:  A sinopse para o episódio dessa semana, em que Teddy e Cristina roubam um caso de Alex e Dr. McQueen, sugere uma Teddy mais "leve", mais "normal". Ou não é bem o caso ainda?
Kim Raver: Definitivamente é uma Teddy mais leve, mas ela ainda tem muita raiva guardada, então ela vai escondê-la. Eu não quero que ela esteja "Oh, agora está tudo bem! Ela descobriu como ele morreu e está tudo bem."

TVLINE: Ela interpretando.
Kim Raver: Sim! Essa é a forma perfeita de dizer. Ela sabe o que está fazendo e o que não deve fazer, então "interpretar" é uma ótima forma de dizer. Ela está brava. Ela está brava com o Owen, e essa raiva está cobrindo a tristeza. Eu acho que ela está extremamente triste.


TVLINE: Você está me deixando um pouco assustado pelo Kevin McKidd. Me parece que Teddy partirá mesmo para cima do Owen. 
Kim Raver: [Risos] Eu estou brincando com você. Eu não sei o quanto nos queremos revelar, mas sim... Será difícil entre ela e o Owen. Mas também será interessante o que a tristeza de Teddy poderá revelar, e está indo em direção ao personagem do Kevin McKidd.

TVLINE: E antes de ir: Você vai assistir a próxima temporada de True Blood, para ver o Scott Foley (que interpretou Henry)?
Kim Raver: Sim, claro! Com um pouco de tristeza, eu vou, mas muito animada por ele!



Fonte: tvline.com

5 comentários:

  1. Kim Raver falando que vai assistir a próxima temporada de True Blood, ela quer é ver o Scott nu, isso simm kekekekekkekeke

    ResponderExcluir
  2. Todas assistem a próxima temporada de TB para vê-lo nu.

    Eu assistirei também... Mas pelo Alex, é claro! HAHAHAHAHAHHA

    ResponderExcluir
  3. Mi vão postar alguma prestação do Scott em True Blood?

    ResponderExcluir
  4. eu acho a Shonda Rhimes uma mulher inteligente! se por ventura Sandra Oh não renovar o Owen ja tem com quem ficar.

    ResponderExcluir